23 de April, 2024
POLÍCIAS de gratificado ao Casino Estoril proibidos de usar telemóveis e auriculares
Destaques Exclusivo

POLÍCIAS de gratificado ao Casino Estoril proibidos de usar telemóveis e auriculares

Mar 23, 2024

Por Valdemar Pinheiro | 19h27

Agentes da PSP em serviço remunerado no Casino Estoril estão proibidos de usarem telemóveis e auriculares, segundo uma determinação do Intendente Reinaldo dos Santos, que está a comandar desde setembro de 2019 a Divisão Policial de Cascais.

A notícia foi avançada pelo JN e confirmada por Cascais24Horas junto de várias fontes policiais.

O responsável máximo pela Divisão Policial de Cascais enviou emails aos polícias, informando que o “uso de auriculares será proibido”, mas salvaguarda que a utilização de telemóveis ou outros equipamentos só será permitida com autorização do Chefe do Policiamento, em “situações urgentes e inadiáveis”.

O Comandante da Divisão Policial de Cascais, que alega ter decidido por esta determinação na sequência de “várias reclamações” da Estoril Sol, que paga os serviços gratificados, ameaça que o agente que não cumprir poderá ser alvo de sanções disciplinares internas.

Recorda-se que os serviços remunerados são efetuados por polícias fora das horas normais de serviço ou nas suas folgas.

A propósito, uma fonte sindical de um dos sindicatos da PSP, mas próxima de Reinaldo dos Santos, disse, a Cascais24Horas, que esta determinação surge para “evitar a distração dos polícias da sua missão”, não tendo, porém, avançado com casos concretos que tenham levado a Estoril Sol a “reclamar” junto do Comando da Divisão Policial de Cascais.

Comandante polémico

INTENDENTE Reinaldo dos Santos

Reinaldo dos Santos, que não gozará de muita simpatia entre o efetivo da Divisão Policial de Cascais, deveria ter sido substituído na função por três vezes, a última das quais previsivelmente em novembro do ano passado, o que não aconteceu.

Prevê-se, agora, que saia definitivamente em maio próximo, altura em que espera ser promovido a Superintendente, apurou Cascais24Horas.

Apontado por vários polícias como um comandante que tem “valorizado mais a mediocridade, do que os que trabalham e apresentam resultados e levantando processos disciplinares a quem o enfrenta”, Reinaldo dos Santos iniciou a sua carreira policial como agente na Divisão de Oeiras, tendo posteriormente frequentado o Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna, onde obteve a licenciatura em Ciências Policiais em 2002.

Em setembro de 2019, depois de uma curta passagem de dois anos, em comissão de serviço, como Subintendente da PSP, pela Polícia Municipal de Amadora, onde cessou funções a 01 de fevereiro de 2019 com algumas polémicas, nomeadamente de assédio sexual a agentes, o que, no entanto, nunca foi provado – assumiu o Comando da Divisão Policial de Cascais, sucedendo no cargo ao Intendente Norberto Gomes, à época nomeado 2º Comandante do Comando da PSP de Setúbal.

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *