23 de April, 2024
EVADIU-SE da cadeia de Tires 3 dias depois de detida por violar condicional ao ser apanhada a assaltar restaurante
Atualidade Segurança

EVADIU-SE da cadeia de Tires 3 dias depois de detida por violar condicional ao ser apanhada a assaltar restaurante

Mar 11, 2024

Por Redação | 22h28

Uma mulher, 41 anos, evadiu-se esta segunda-feira, de manhã, da cadeia de Tires, onde tinha dado entrada na sexta-feira por violar a liberdade condicional, depois de ser apanhada, em flagrante, por agentes da PSP, a assaltar com um cúmplice um restaurante em Tires.

A reclusa encontrava-se com três outras no exterior do pavilhão de detenção, tendo conseguido fugir ao saltar a vedação com recurso a uma cadeira. O alerta para a fuga terá sido dado pelas outras reclusas.

“A reclusa reentrou no sistema prisional por ter visto revogada a liberdade condicional, vindo agora cumprir o remanescente de 2 anos e 11 meses que lhe faltava cumprir de uma pena de 9 anos pelos crimes de furto, ofensa à integridade física qualificada e falsificação de documentos”, informou, entretanto, a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, citada pelo CM.

Segundo Cascais24Horas apurou, a mulher que estava em liberdade condicional foi detida, juntamente com um cúmplice, às primeiras horas da manhã da própria sexta-feira, por agentes da PSP quando tentava assaltar um restaurante em Tires.

Presente ao Tribunal de Cascais, recolheu no mesmo dia ao Estabelecimento Prisional de Tires, onde passou o fim-de-semana, logrando evadir-se esta segunda-feira.

Entretanto, o Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional lembra, a propósito, que “tem vindo a alertar para a falta de segurança nos estabelecimentos prisionais”.

“Aqui está a prova. Andamos a brincar às cadeias”, alerta Frederico Morais, presidente do sindicato.

Com residência conhecida em São Domingos de Rana, muito perto da cadeia de onde fugiu, a mulher continua em fuga, estando a ser procurada, quer pela Guarda Prisional, quer pelas forças de segurança.

Não é a primeira vez, nos últimos tempos, que o Estabelecimento Prisional de Tires regista situações de vulnerabilidade, em grande parte devido à falta de efetivos no Corpo da Guarda Prisional.

Não obstante, por exemplo, várias tentativas de intrusão, a partir do exterior, têm sido travadas pelos guardas, embora numa delas, conforme Cascais24Horas noticiou na altura, um intruso tenha conseguido chegar durante a madrugada até ao pavilhão onde estava a namorada, sendo surpreendido a consumir droga e a ingerir uísque.

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *